09/06/2017

Resenha: Os Filhos da Tempestade - Rodrigo de Oliveira

Título: Os Filhos da Tempestade
Autor(a): Rodrigo de Oliveira
Gênero: Aventura, ficção, suspense, mistério, terror, fantasia
Editora: Planeta
Ano: 2017
Páginas: 336
Compre: Amazon - Saraiva
Sinopse: Uma aventura surpreendente, em um dos lugares mais misteriosos da terra. Um grupo de jovens deixa o Rio de Janeiro com destino aos Estados Unidos. O que seria apenas uma viagem de uma turma do conservatório de música acaba ganhando os contornos de uma tragédia: ao sobrevoar a misteriosa região do Triângulo das Bermudas, o avião é atingido por uma violenta tempestade e cai no mar. Os sobreviventes agora se veem presos numa ilha deserta, perdendo o contato com o resto do mundo. Nesse lugar paradisíaco, habitado por uma força maligna ancestral e onde se esconde um terrível segredo envolvendo uma jovem bruxa do século XVII, os garotos precisarão lutar pela própria vida, superando grandes desafios e enfrentando seus piores medos. Rodrigo de Oliveira, autor da saga As crônicas dos mortos, traz em Filhos da tempestade uma história repleta de ação, suspense e terror, de conflitos e descobertas, envolvendo um improvável triângulo amoroso que desafia a própria morte.


O que falar dessa nova série de livros que acabei de começar e já considero pacas? Convenhamos que não é novidade nenhuma eu gostar das histórias do Rodrigo de Oliveira, mas vou explicar direitinho porque Os Filhos da Tempestade merece um lugarzinho na sua estante e no seu coração.

O talento do Rodrigo é inegável e pra quem pensou que ele ficaria preso para sempre aos zumbis de As Crônicas dos Mortos, quebrou a cara. A narrativa do Rodrigo continua sendo maravilhosa de se ler, e ele conseguiu se desvencilhar totalmente do mundo apocalíptico dos comedores de cérebros e surgiu com essa história nova e instigante. É claro que alguns traços cruéis permaneceram, acho que o Rodrigo ficou incapacitado de pegar leve e isso não tem mais volta. 

Mas graças a Deus que ele não pega leve! Desde o começo do livro somos bombardeados com acontecimentos e é uma surpresa atrás da outra! Tudo começa em 1697 quando o autor nos leva de volta à Salém e suas bruxas. Conhecemos Carol Smith, uma moça acusada de bruxaria e que se for comprovada sua acusação, será queimada viva assim como aconteceu com todas as outras. Não vou revelar o que acontece com ela, mas adianto que é logo no começo que acontece uma das coisas mais legais do livro e Rodrigo nos surpreende com toda uma nova mitologia para a existência do Triângulos das Bermudas. 

Muitos e muitos anos depois, um grupo de jovens brasileiros sofre um terrível acidente de voo, de modo que caem justo no Triângulo das Bermudas e depois de momentos de puro desespero, vão parar numa ilha paradisíaca. É AÍ QUE COMEÇA TUDO AMIGOS, SE SEGUREM. 
Na Ilha do Diabo, como é conhecida, esses jovens enfrentarão poucas e boas. Serão momentos curiosos, assustadores e de pura adrenalina, que deixarão o leitor fissurado. E vamos parar por aqui pra manter todo o suspense no ar. 

Os Filhos da Tempestade é uma aventura de tirar o fôlego. Fiquei tão presa a história que mal reparei quando cheguei ao fim, só notei quando virei a página e não tinha mais nada. Como assim já tinha acabado? O livro passa de uma maneira que você nem percebe e fica querendo mais e mais (mutirão pro Rodrigo escrever o próximo volume logo, quem topa???).
Os acontecimentos não param, a história nunca fica monótona e por vezes cheguei até a pensar que tudo estava acontecendo de forma apressada, mas gente, juro, não é apressado não! Tudo se encaixa, sabe? Parece que o certo é ser assim, se fosse de outra forma teria dado errado. 

Rodrigo descreve bem o ambiente e as cenas sem deixar tudo maçante, cenas de sangue e violência rolam soltas brilhantemente e eu não poderia esperar menos do autor. 
Os personagens são super interessantes, principalmente porque para cada um deles o Rodrigo praticamente teve que fazer duas personalidades, ou seja, trabalho dobrado. Não foram personagens que fiquei extremamente apegada mas de certa forma eles conseguiram marcar o seu espaço.

Alguns segredos da Ilha são revelados logo nesse primeiro livro e é tudo muito interessante. A mente do Rodrigo é brilhante! Uma coisinha ou outra eu consegui acertar e meu lado detetive ficou com o ego inflado, rs. O final foi de deixar qualquer um louco, querendo sacudir o autor e gritar COMO ASSIM?. Sorte que ele mora a 3 horas daqui e eu tenho preguiça, senão ia ver só. 

Minha única crítica é quanto a revisão que senti que foi falha em alguns momentos. Quanto a capa, é maravilhosa e tem tudo a ver com a história.
Resumindo, posso dizer que Os Filhos da Tempestade é uma mistura da mente insana e brilhante do Rodrigo, com uma pitada de cenas de Premonição, um pouco de Lost, e uma lembrança de O Náufrago com Lagoa Azul (uahsuahs ok, esses dois últimos são sacanagem, não levem a sério, mas eu não mando na minha mente na hora de associar uma coisa com a outra).

Se eu não consegui fazer vocês ficarem nem que seja com um pouquinho de vontade de ler esse livro, gostaria de desejar uma viagem só de ida pro Triângulo das Bermudas, obrigada. 

Um comentário:

  1. Adorei essa coisa de O Náufrago com Lagoa Azul kkkkkkkkk, não saquei isso, mas amei assim mesmo... Eu disse pra ele que quero uma fanfic de Carol com Ivan hahahaha. Seria bem demoníaca!!

    Adorei a resenha!

    Bjks

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, volte sempre! :)