27/01/2017

Resenha: Caixa de Pássaros - Josh Malerman

Título: Caixa de Pássaros
Autor: Josh Marlerman
Gênero: Thriller, suspense
Editora: Intrínseca
Ano: 2015
Páginas: 272
Compre: Amazon - Saraiva - Submarino
Sinopse: Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler. 
Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.



Como eu amo thrillers psicológicos! Me sinto tão bem lendo rs Foi revigorante ler Caixa de Pássaros e me reconectar com as leituras "não obrigatórias" e despretensiosas. 

O livro se trata de um surto que começou na Rússia (tinha que ser lá né), com uma pessoa atacando outra de forma brutal e logo depois se suicidando do jeito mais insano. Ninguém sabe o que causa essa violência toda, só se sabe que é alguma coisa que a pessoa vê e logo depois pira ficando super perigosa. Não há salvação, não há cura, e o surto está se espalhando pelo mundo todo. 

Malorie se vê no meio desse caos, grávida e sem seus pais, somente com a companhia da irmã que acreditou muito mais rápido nas notícias da TV do que ela. Malorie era cética, lia blogs onde as pessoas tiravam sarro de tudo o que estava acontecendo. Mas de repente, as notícias começaram a ficar mais frequentes, mais perigosas e cada vez mais perto de casa. 

A população com muito medo e sem saber ainda o que estava acontecendo e o que fazer, encontrou uma única solução: não abrir os olhos. Se o que causa toda essa desordem é uma coisa vista, nada mais lógico do que não olhar para mais nada, e assim as pessoas começam a cobrir portas e janelas com panos pretos e madeiras e a usar vendas para sair de suas casas. 

Malorie encontra um refúgio, uma casa onde pessoas se uniram para passar pela tormenta juntas, mas ela sabe que isso pode não durar, sabe que a realidade pode piorar. Depois de quatro anos vivendo naquela casa em condições nem tão dignas assim e com fantasmas do passado a assombrando, Malorie sabe que tem que sair de lá para poder salvar a vida de seus filhos, só que isso é assustador, sair pode significar a morte de todos. 

Josh Malerman conduz sua história de maneira genial! Com a narração feira em primeira pessoa pela Malorie, o autor intercala presente e passado de forma a nos mostrar como tudo começou, como as pessoas lidaram com a situação e o agora, onde Malorie passa pelo momento mais arriscado de sua vida. Por ser uma pessoa desesperada, já quase sem esperanças e que já vivenciou momentos de puro horror nesses anos, a narração de Malorie é angustiante, desesperadora. Realmente o leitor fica sem fôlego esperando o próximo passo, torce para que tudo dê certo e ela e as crianças possam se salvar mas sabe que tudo pode vir por água a baixo. 

Não há uma explicação concreta para o que causa esse surto psicótico nas pessoas - e isso acaba com o coraçãozinho da pessoa aqui que é super racional, ansiosa e precisa de tudo explicado nos mínimos detalhes -, somente teorias que são jogadas pelo meio da história e teorias que o próprio leitor cria, mas não creio que isso seja um empecilho para o aproveitamento da história. Não saber o que é o "vilão" da história é justamente o que a deixa tão magnifica. Apesar de poder continuar por muitas e muitas páginas, acho que o final foi até que bem fechado e satisfatório. 

Os personagens criados pelo autor exemplificam perfeitamente o ser humano em momentos de crise e desespero. Todos tentam manter seu lado humano em foco, tentam manter o sentido de sociedade, mas é claro que tomados pelo medo acabamos tendo momentos tensos e irracionais. O que mais me impressionou em relação aos personagens, foram as duas crianças presentes no livro, a Menina e o Garoto, que aos 4 anos, vivendo num mundo acabado como esse e sendo treinados desde que nasceram, nem mesmo parecem ser crianças de tão inteligentes e apáticas que são. Por vezes me coloquei no lugar de Malorie e me vi dividida ao criar crianças numa situação dessas. 

As cenas são muito bem descritas e é fácil visualizar todo o horror dos momentos de surtos violentos e dos momentos de tensão. A escrita do autor é rápida, empolgante e você se vê preso e sem conseguir mais largar o livro. É fácil lê-lo inteiro de uma vez só. 

Caixa de Pássaros com certeza foi uma das minhas melhores leituras do ano e provavelmente, da vida toda. Recomendo demais pra quem gosta do gênero e para aqueles que querem se aventurar. Se já tiverem lido, venham debater comigo e me contar suas teorias sobre o livro! Vou adorar saber. E lembrem-se: não abram os olhos. 


4 comentários:

  1. Oi, Nathalia. Todo mundo fala bem de Caixa de Pássaros e eu ainda não sei porque não comecei a ler. Tive diversas oportunidades para comprar o livro e não o fiz, mas agora entendendo um pouco melhor a história, quero muito lê-la.
    Amei sua resenha!
    Beijo, Leitora Encantada
    Promoção 4 anos de blog Minhas Escrituras

    ResponderExcluir
  2. Oi, Nathi!
    Esse livro causou tanto burburinho logo que foi lançado, mas teve opiniões tão divididas, alguns amando, outros nem tanto, que apesar da curiosidade, não tenho ideia se sinto realmente vontade de lê-lo, inclusive porque o gênero de thriller não é muito costumeiro para mim, e ainda mais sabendo agora que, de certa forma, não há uma razão muito específica para os surtos ocorridos na trama, aí é que o interesse desaparece mesmo - até porque, confesso, minha curiosidade estava justamente em saber o porquê de tudo isso acontecer, mas, enfim, rs. Que bom que conseguiu ser uma leitura tão boa para você, e valeu a dica mesmo assim. Quem sabe um dia, ainda, eu não leia?
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br/ ♥

    ResponderExcluir
  3. Oiee Nathalia ^^
    Eu preciso confessar: tive medo de olhar para fora da janela quando li esse livro...haha' não é bem o que acontece no livro (a janela estava aberta aqui), mas, ainda assim...
    Não sou fã do gênero, mas senti curiosidade de conhecer a história e acabei lendo, e não é que eu gostei? Achei o final um pouco... decepcionante, mas, de resto, eu adorei o livro!
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  4. Oie, tudo bem?
    Já vi muitas pessoas elogiando esse livro e, confesso, a sinopse me deixa curiosa.
    Porém, sou muito medrosa e thrillers psicológicos são um problema para mim.
    A sua resenha me deixou muito tentada a ler, mas o medo está ganhando, por enquanto haha.
    De qualquer forma, fico feliz que você tenha gostado tanto do livro e adorei a resenha. Obrigada pela dica!
    Beijos!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, volte sempre! :)