14/09/2016

Resenha: As Letras do Amor - Paula Ottoni

Título: As Letras do Amor
Autor: Paula Ottoni
Editora: Novo Conceito (selo Novas Páginas)
Ano: 2016
Páginas: 224
Compre: Compre
Sinopse: Bianca acabou de largar um curso de graduação de que não gostava, seus pais vão se divorciar e seus irmãos pequenos estão cada dia mais barulhentos. A oportunidade perfeita de escapar surge quando seu namorado, Miguel, resolve ir a Roma abrir uma empresa para o pai. Bianca decide que aprender italiano, arrumar um trabalho temporário e ajudar Miguel em seu negócio será um bom começo. O que parecia um sonho, porém, torna-se uma incerteza ainda maior quando Miguel fica sempre fora de casa, os empregos de Bianca não duram mais que uma semana, e, cada dia mais próxima de Enzo – o melhor amigo de Miguel, com quem moram –, ela começa a questionar seus sentimentos.


As Letras do Amor nos traz a história de Bianca, uma garota de 19 anos que não sabe muito bem o que quer da vida. Seus pais estão se separando, ela abandonou a faculdade, não tem emprego... Ou seja, tudo está uma confusão. A única solução parece ser passar 6 meses na Itália com seu namorado Miguel, o ajudando na empresa do sogro. Lá, eles vão ficar na casa de Enzo, um dos amigos de Miguel. 
O que Bianca não esperava é que a Itália trouxesse tanta clareza à sua vida. As coisas parecem se acertar dentro de sua mente e ela começa a ver o que quer para si. O problema é que seu relacionamento com Miguel já não é mais o mesmo e Enzo aparece como um anjo em sua vida. 
Dividida entre dois homens e mais confusa do que nunca com seus sentimentos, Bianca precisará se decidir não só no quesito amoroso, mas também quanto a seu futuro. 

Solicitei esse livro por solicitar, não era um livro que eu realmente quisesse e nem tinha prestado a atenção na sinopse, o que faz eu querer me bater porque se eu tivesse lido não teria pedido, afinal, eu ODEIO com todas as minhas forças triângulos amorosos. Prefiro mil vezes um casal que tenha que enfrentar todos os problemas do mundo a um triângulo amoroso, principalmente quanto a cabeça do triângulo é uma garota nova que não sabe o que quer da vida. E sim, eu encontrei justamente isso nesse livro. 

A história não gira somente em torno do romance, creio que o ponto principal seja o crescimento e amadurecimento de Bianca, só que infelizmente o romance é um dos pontos vitais da trama, então perde-se um pouco o foco. 
Não posso mentir e dizer que o livro me desagradou de todo. Aliás, em um dos poucos momentos da minha vida de leitora vi um luz no fim do túnel para esse triângulo. A autora soube levar bem o romance criando um personagem folgado, abusivo e idiota e outro bom, charmoso, inteligente. Acabou que foram dois personagens opostos e não foi difícil escolher um lado. O problema foi a Bianca! Ela sabe o que tem que fazer, quem tem que escolher e mesmo assim fica teimando, levando em consideração alguém que já não liga pra ela. Isso é de tirar o leitor do sério!
Felizmente o crescimento dela é visível e é bem legal ver ela se abrindo para novas possibilidades, saindo da sombra de um relacionamento onde ela não tinha voz.

A escrita da Paula Ottoni é leve e gostosa de se ler. Suas descrições da Itália nos deixam com vontade de ir já pra lá. A narrativa é em primeira pessoa pelo ponto de vista da Bianca e como sempre, isso ajudou a me desagradar graças a todos os pensamentos de "esse ou aquele". 
A trama fica muito centrada nos três personagens principais, mas dou um destaque para Catherine, a amiga de Bianca, que é uma personagem sensata e muito agradável. Não que os outros não o sejam, Enzo é um perfeito cavalheiro, nerd, amigo e conquista o leitor. 

A edição da Novo Conceito está caprichada, a capa tem detalhes lindos. É um livro bem fininho e fácil de ser lido, porém é totalmente clichê e previsível. Se você gosta de um romance assim, vai se divertir com As Letras do Amor.




14 comentários:

  1. Olá.
    Infelizmente só vi resenhas negativas até agora sobre este livro. Concordo com você: odeio triângulos amorosos e personagens indecisas demais. Sei que nem a narrativa da autora salvaria este livro, por isso passo a dica para a frente.
    Beijo, Visite o Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  2. Oi Nath!

    Acho que tô num ponto da vida que tô me identificando bem com essa Bianca viu: num sei que que eu quero da vida, num tenho emprego e tô a ponto de largar a faculdade (serião). Mas enfim, uma viagem pra Itália também resolveria os meus problemas. Então, eu era danada pra escolher livros por escolher, ou por causa da capa e tal, e sempre tomava no cu mesmo. Não faça mais isso. kkkkkkkkkkk Ainda mais que o livro tem triângulo amoroso. QUENHÉ QUE GOSTA DE TRIÂNGULO AMOROSO HOJE EM DIA? Acho que nem as mina de 14 anos gostam mais. Pra dar certo @ aut@r tem que inovar muito, mas inovar mesmo, num é colocar os dois personagens opostos pra deixar a escolha fácil não. Claramente essa autora vai sofrer um pouco com as críticas negativas. :(

    Beijim.
    http://www.roendolivros.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Fiquei bastante curiosa para ler a obra por causa de onde ela se passa: Itália; e estou muito feliz porque a ambientação foi tão bem feita que realmente dá vontade de pegar um avião e ir parar lá de tão bem feita que é.
    A leitura é bem agradável e a escrita da Paula é muito envolvente e cativante, fazendo com que a leitura flua como rio!

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Nath!
    Como disse antes, já tinha vontade de fazer essa leitura, e apesar das ressalvas negativas, esse interesse continua, rs. Triângulos amorosos são mesmo péssimos e talvez isso venha a ser o fator que mais vai me incomodar na leitura, eventualmente, mas se a protagonista, aparentemente tão imatura no início consegue amadurecer com o avançar da história, tenho um pouco de esperança na obra, sim, ao menos de conseguir me entreter um pouco e curtir uma leitura leve. O bônus de se deparar com as descrições da Itália, é claro, é um charme à parte, rsrs.
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional ♥

    ResponderExcluir
  5. Também não sou fã de triângulos amorosos, até por que me faz lembrar de Crepúsculo hahaha. Mas eu gostei bastante da sinopse. É legal acompanhar o amadurecimento da protagonista e eu AMO um romance. Mesmo não gostando muito de triângulos, é um livro que eu leria, sem dúvidas!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Nath!
    Quando li o primeiro paragrafo da sua resenha, fiquei super animada por se tratar de um livro onde a personagem está em busca de certa renovação em sua vida, e uma viagem pra Itália parece ser tudo de bom, né?
    Mas ai você foi comentando sobre triangulo amoroso (eu gosto de livros nesse estilo), e que a Bianca era extremamente indecisa, mesmo quando a resposta estava bem na frente do seu nariz. Tipo, não é muito difícil escolher entre um rapaz abusivo e um rapaz que seja carinhoso. Fiquei com a impressão de que a autora foi criando tantos dilemas e, no fim, atropelou tudo (você disse que ela não deu tanto destaque ao que realmente precisava). Se a Bianca queria uma vida nova, ela deveria ter se permitido começar algo novo. Mas felizmente ela foi amadurecendo e espero, do fundo do meu coração, que ela tenha tomado a decisão certa.
    Vê se da próxima vez lê a sinopse pra não passar raiva de novo :p

    Beijos
    www.procurei-em-sonhos.com

    ResponderExcluir
  7. Só para começar, queria não ter emprego e mesmo assim ter como ultima solução ir para a Itália!!!!!!!!!! Tem triangulo amoroso, pelo amor de deus! Sem carreira, desempregada, na Itália e apaixonada por dois homens que provavelmente devem ser lindo, legal a vida dela!
    Mas já imaginava que o romance ia tomar esse rumo e ser um ponto forte da trama, para ser sincera essa coisa da autora pender o leitor para um lado especifico é o que me faz não gostar de triangulo amoroso, pq isso torna tudo bastante desnecessário e a escolha é fácil. Quer ler um triangulo amoroso de conteúdo (nunca imaginei que fosse dizer isso) leia "Talvez um Dia". Outro ponto que me irrita nesta situação é que obviamente a protagonista vai ficar em cima do muro, sabendo o que tem que fazer mas sem medo de arriscar, isso me tira do sério. Ainda bem que ela amadurece.
    Acho que a escrita da autora n~]ao ia me ajudar em nada.

    Ass: Ju Revolts

    ResponderExcluir
  8. Olá, Nathália. Acho bom clichê esses triângulos amorosos que tem uma cara certinho e carinhoso e o outro todo grosseiro, não consigo suportar de jeito nenhum. Já conhecia a autora, pois vi um outro livro dela na internet, que por sinal, parece ser muito bom. Agora, de triângulo amorosos dessa forma, no momento estou correndo pra bem longe.
    Confesso que achei a capa bem estranha, e fico feliz pelo livro não ser um total desastre, pelo menos teve suas partes positivas.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Nath!
    Ai triângulos amorosos são um terror. Preciso fazer muita, mas muita força para ler tramas com triângulos amorosos porque eles sempre acabam caindo no mesmo problema: a indecisão da protagonista, que - é bem o que você disse -, mesmo sabendo qual escolha deve fazer fica no vai-não vai toda a história. :S Mas olha, queria ter essa opção de ficar desempregada e ir pra Itália haha pelo menos ela amadurece né? Já é alguma coisa >.<
    Tenho lido várias resenhas não tão favoráveis para essa história e confesso que minha vontade para lê-la, que já não era das maiores, diminuiu bastante... haha
    Bjs!

    ResponderExcluir
  10. OOi, Nath!
    Que pena que livro - principalmente a protagonista - te desanimaram tanto. Confesso que quando vi ele el posts de lançamentos do mês me interessei, mas pelo que tenho visto ele não tem agradado, estou até desanimando. Ainda assim, pretendo arriscar, que sabe acaba funcionando comigo. Principalmente pelo fato que não odiar triangulos amorosos. kkkkkk
    Ótima resenha!
    Beijoos!

    ResponderExcluir
  11. Eu não me interessei muiiito pelo livro quando vi os lançamentos da editora e depois da sua resenha só me fez ficar com o pé mais atrás ainda em relação a leitura. rsrs Eu não me importo com triângulos, até gosto sabe? Mas alguns outros pontos que você citou me fizerem torcer a cara. Acho que deve ser uma leitura muito superficial.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  12. Oie, tudo bom?
    Decidi que queria ler esse livro, desde que a editora lançou a capa - sou dessas, amo a capa e depois leio a sinopse :)
    Eu gosto de triângulo amoroso, bom suporto até um ponto, porque ninguém é de ferro. Mas, então vou colocar essa compra pra outro momento, porque agora não estou suportando 'mimis', tô meio irritada neste quesito.
    Mas adorei a sua resenha, bem sincera.Mas tenho a impressão de que meu santo não vai bater muito bem com o da Bianca.

    Bjux ;)
    http://entrelinhasalways.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Nath, tudo bem?
    Eu também não sou fã de triângulos amorosos, como você prefiro que o casal sofra todas as provações ao longo da trama.
    Seria uma história que eu leria se não tivesse essas questões do romance, principalmente quando a escolha é tão fácil. Mas ainda bem que houve o crescimento da protagonista.
    Eu conheço a Paula pessoalmente, mas dessa vez vou preferi ler seu primeiro livro (A Destinada).
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Oi Nath, sua linda, tudo bem?
    Que pena que o livro não te agradou. Eu não me importo com triângulos amorosos, na verdade sempre acabo sofrendo com eles. Mas se tiver traição, ai não gosto, o autor que faz isso sempre me perde. Mas pelo visto não é o que irá acontecer aqui. E pelo comportamento dos personagens, a autora deixou nossa escolha bem fácil mesmo. Por isso não entendi a dúvida dela. Será que ela está assim por causa do trabalho? Ela se sente em dívida com a família dele? Confesso que fiquei desanimada com a leitura. Mas gostei muito da sua sinceridade. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, volte sempre! :)