08/08/2016

Resenha: O ano em quer te conheci - Cecelia Ahern

Título: O ano em que te conheci
Autor: Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito
Ano: 2016
Páginas: 336
Compre: Aqui
Sinopse: Bem-vindos ao mundo imperfeito de Jasmine e Matt.
Vizinhos, eles não têm o menor interesse em tornarem-se amigos e nunca haviam se falado antes. Estavam sempre ocupados demais com suas carreiras para manter qualquer tipo de contato.
Jasmine, mesmo sem nunca tê-lo encontrado, tem motivos para não suportar Matt.
Ambos estão em uma licença forçada do trabalho e sofrendo com seus dramas familiares. Eles precisam de ajuda. 
Na véspera de Ano-Novo, os olhares de Jasmine e Matt se encontram de forma inusitada pela primeira vez. Eles têm muito tempo livre e precisam rever seus conceitos para poder seguir em frente.
Conforme as estações do ano passam, uma amizade improvável lentamente começa a florescer.
Uma história dramática, original e divertida como só Cecelia Ahern é capaz de escrever.

O ano em que te conheci foi minha primeira experiência com essa autora e apesar de até metade do livro eu ter achado a história extremamente chata e ter pensado em abandonar várias vezes, o saldo final foi muito positivo.

Aqui temos a história de Jasmine, uma mulher bonita e inteligente que tem como emprego criar empresas ou ajudar as que já existem com suas ideias. Só que desde pequena Jasmine tem um pensamento de vida interessante, de que ela vai morrer um dia, de que nada pára, que ela tem que viver, então todas as empresas que ela cria, ela vende depois de um tempo e parte pra criação de uma nova. Até o dia em que seu atual sócio a demite e por causa do contrato, Jasmine tem que ficar um ano de licença sem poder trabalhar. Ela quase vai a loucura! Sua vida é o trabalho e ela não sabe o que fazer com todo esse tempo disponível. 
É aí que entra Matt, vizinho de Jasmine. Ele é um locutor de rádio sem escrúpulos e que traz a tona debates e opiniões por vezes maldosos e preconceituosos, além de ser totalmente desestruturado em sua família. Jasmine o odeia e ele é justamente seu vizinho da frente. Com todo o tempo ocioso que ela tem, observar Matt se torna sua rotina. 

Num dia, os dois vão finalmente se falar e vamos perceber como a vida desses dois é confusa e sem rumo. 
O ano em que te conheci é uma história dramática que foca no auto conhecimento e no crescimento desses personagens, tudo pelo ponto de vista de Jasmine.

A história é narrada em primeira pessoa por Jasmine e acho que esse foi o ponto principal para eu achar a leitura um tanto quanto chata. Eu não consegui gostar da Jasmine até o final do livro, pra mim ela era uma personagem chata e mimizenta, que só sabia reclamar e nada fazia. Tudo que ela sabe fazer é lamentar não trabalhar, lamentar sua situação, odiar seu vizinho e faz isso com muitos detalhes. Tem um sentindo nela ser assim, afinal, a história é sobre a transformação de sua vida, de suas visões, então claro que no começo ela precisa ser um pouquinho quebrada, mas a autora é bem detalhista e de um jeito que não me atrai muito, por conta do gênero. 

Até metade do livro eu achei que a história não andava, eu lia e lia e se passavam poucas folhas, mas a partir do momento que o envolvimento de Jasmine e Matt é maior, a história começa a deslanchar e vamos conhecendo melhor os outros personagens.
Aliás, Cecelia Ahern monta seus personagens muito bem. Eles são imperfeitos, quebrados, tristes... Tem todas as características para protagonizarem um bom drama. 
A relação de Jasmine e Matt é muito curiosa e confesso que me enganei com o rumo que essa relação iria tomar. Ao final podemos ver que é extremamente fofo esses dois juntos e que a amizade que nasce entre eles transforma toda a história.

O ponto alto do livro para mim e que foi o que me fez continuar é a irmã de Jasmine, Heather, que tem Síndrome de Down e é a melhor personagem desse livro! Vocês não tem noção de como eu a amei! 
Foi muito interessante como a autora trabalhou essa doença na história, mesmo o foco sendo a Jasmine, ela ainda conseguiu falar sobre o preconceito que os portadores dessa síndrome sofrem e de como é a vida deles, com todas as suas manias e seus desejos. Heather foi um sopro de felicidade no meio de todo o drama e eu queria cada vez mais cenas com ela. 
O sentimento que Jasmine nutre por sua irmã e vice e versa é muito bonito e foi uma das coisas que me fez simpatizar mais com a personagem principal. 
Só acho que deveria haver um livro só a Heather! 

A escrita da autora - fora os detalhes que não funcionam pra mim - é muito boa de ler, ela sabe te prender. Todo o desenvolvimento de Jasmine acompanha o passar das estações do ano e é visível o seu crescimento e a mudança de suas ideias e visões. É uma coisa que faz valer a pena.

Eu recomendo sim o livro para quem gosta desse tipo de história, recomendo muito até, mesmo ele só começando a compensar pra mim do meio em diante. No final, você sai satisfeito com tudo que leu e o saldo é muito bom!


12 comentários:

  1. Oi Nath!

    Falei para vc que essa autora é maravilhosa!!!! rsrsrsrsrs

    Como vc sabe, ainda não li este livro. Sou apaixonada pelas histórias da Cecelia, e cada livro que sai é um soco no meu estômago, pois quero ter todos os livros dela lançados aqui! hehehehehe

    Parabéns pela sua resenha, vc mostrou os pontos que não te agradaram e ainda conseguiu ficar satisfeita com o final! Amor neh? rsrsrsrsrs

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. Oiii Nath, como vai?
    Menina eu tenho tanta vontade de ler esse livro, acho a edição maravilhosaaaaaaaa, Cecelia sempre arrasa nas suas obras <3 sua resenha está fabulosa, dica super anotada.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Oi Nath! Tudo bem?
    Amo essa autora, acho que vc já sabe né?! rsrsrs
    Esse livro ainda não li, mas já esta na minha lista, gosto de tudo da Cecelia, todos que li dela amei, então acho que esse não vai me decepcionar. Pelo menos sua resenha mostra que não. Amei sua resenha!
    Bj

    ResponderExcluir
  4. Vixi, sério que até a metade você achou o livro tão chato assim? Aff.. Gosto muito da maior parte dos livros da Cecelia que li, espero gostar desse também. Vou me preparar psicologicamente pra superar a parte chata e chegar logo na parte que vale a pena. Tomara que eu termine o livro realmente satisfeita com a leitura.

    ResponderExcluir
  5. Olá tudo bem??
    Meu Deus, ninguém merece ler até a metade para a leitura começar a fluir e melhorar, acho que se fosse eu, teria abandonado o livro sem remorso nenhum, então vou passar a dica e não me arriscar nessa leitura que provavelmente não vou gostar ou não vou terminar. Ótima resenha!
    Beijus
    www.bibliotecaempoeirada.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi, Nath!
    A premissa até que é atraente como drama, de certa forma, mas confesso que fico com um pé atrás com relação à autora. Enquanto sua estreia com ela ainda conseguiu terminar de forma positiva, a minha terminou em um saldo completamente negativo, com um desfecho que esse sim me incomodou, em O Livro do Amanhã, e percebi o mesmo que você quanto à autora descrever muito certas coisas e deixar a leitura lenta e cansativa. Quem sabe um dia eu não leia algo dela e mude de ideia, talvez? Mas por enquanto eu realmente passo os livros dela, infelizmente.
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional ♥

    ResponderExcluir
  7. Eu sou apaixonada pelo livro P.S Eu te amo da autora, que decepção saber mais sobre essa outra obra dela, já queria mais um livro para me debulhar em lágrimas e tal, mas tô vendo que essa personagem mimizenta vai me deixar com muita raiva também. Já adorei a irmã dela, que fofa! <3
    Apesar dos pontos não tão favoráveis, confesso que fiquei curiosa para conferir a obra.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  8. Oiii!!
    Eu sou uma mega fã da autora é em todas as obras dela é normal o início ser arrastado, ela introduz bastante o enredo e no fundo acaba sendo importante para a conclusão.
    Estou louca para ler esse livro é espero fazer em breve.
    A resenha está ótima! Aconselho ler A Vez da Minha vida.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Ooi, Nath!
    Esse livro esta no topo na minha lista de leitura, assim que terminar a trilogia O lado mais sombrio itei direto para ele. Que pena que ela não deu muito certo com você, mas, que bom que pelo menos a escrita te agradou. Espero que a protagonista me conquiste, se não, provavelmente, a leitura não será tão boa.
    Ótima resenha!
    Beijoos!

    ResponderExcluir
  10. Oi Nath!

    Bem, com o começo lento assim, até fico com um pouco de receio, mas como já li outro livro da autora, estou muito animada sobre O Ano em que te conheci, fora que essa capa é tão linda, queria ter na estante, rs. Enfim, mesmo com as ressalvas eu pretendo ler futuramente. :D

    Da Imaginação à Escrita

    ResponderExcluir
  11. Oiee ^^
    Ixi, acho que você começou mal com a autora, hein? Eu estava bastante animada para ler esse livro, mas saber que ele é lento e não-muito-bom me desanimou. Acho que nunca li nenhuma história que tivesse personagens com Síndrome de Down, então estou curiosa para conhecer a Heather. É uma pena que a autora não tenha te conquistado com este livro, mas recomendo "P.S. Eu te amo", é lindo!
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  12. Oie, Nathalia!
    Eu tenho muita vontade de ler os livros da Cecelia, só que tenho um mega problema com detalhes que sobram. Então sempre fico em dúvida por qual livro começar, estou procurando um que não me incomode tanto ter detalhes de mais.
    Beijinhos
    Anna - Letras & Versos

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, volte sempre! :)