18/04/2016

Resenha: O Vilarejo - Raphael Montes

Título: O Vilarejo
Autor: Raphael Montes
Editora: Suma de Letras
Ano: 2016
Páginas: 96
Sinopse: Em 1589, o padre e demonologista Peter Binsfeld fez a ligação de cada um dos pecados capitais a um demônio, supostamente responsável por invocar o mal nas pessoas. É a partir daí que Raphael Montes cria sete histórias situadas em um vilarejo isolado, apresentando a lenta degradação dos moradores do lugar, e pouco a pouco o próprio vilarejo vai sendo dizimado, maculado pela neve e pela fome.
As histórias podem ser lidas em qualquer ordem, sem prejuízo de sua compreensão, mas se relacionam de maneira complexa, de modo que ao término da leitura as narrativas convergem para uma única e surpreendente conclusão.

Esse livro é TIRO PRA TODO LADO. Você lê o primeiro conto e PÁ, já fica pensando MEU DEUUUS COMO ASSIM. GRITEI.

Ta, agora falando sério. 
O Vilarejo é a junção de 7 contos escritos pelo brilhante Raphael Montes. Eles podem ser lidos na ordem que você quiser, não são exatamente continuações um do outro mas sim, histórias que se passam no mesmo lugar, um vilarejo no interior da Europa. 
Logo de começo temos um prefácio assinado pelo próprio autor, onde ele afirma ter recebido essas histórias através de um amigo dono de um sebo, que recebeu vários livros de uma senhora chamada Elfrida Pimminstoffer, entre eles, 3 cadernos escritos em cimério, uma língua morta hoje em dia. Depois de muito trabalho, Raphael consegue traduzir as histórias lá escritas e o resultado final é o que encontramos no livro. Ah, não posso deixar de mencionar que também havia várias ilustrações no caderno da senhora, que foram passadas para o livro. 
Os contos se baseiam nos sete pecados e nos demônios que os representam:  Asmodeus (luxúria), Belzebu (gula), Mammon (ganância), Belphegor (preguiça), Satan (ira), Leviathan (inveja) e Lúcifer (soberba). Cada conto traz um morador do tal vilarejo, ilustrações e ensinamentos. 

Logo de cara nos deparamos com um conto MUITO BOM. Todos os contos são ótimos mas o primeiro foi o meu preferido. Com o nome de "Banquete para Anatole" esse primeiro conto traz a gula e me deixou chocada. Foi o impacto perfeito pra me fazer não largar mais o livro. 
Eu não vou falar de cada conto separadamente aqui pois são poucos e tiraria qualquer graça pra quem for ler mas saibam, que se você é medroso ou tem estômago fraco, os contos podem fazer você não dormir a noite. O livro é colocado como de terror, mas pra mim se encaixa mais no horror (sim, são gêneros diferentes). 

A escrita do Raphael é ótima, dinâmica e bem visual. O livro como um todo é uma sacada genial do autor. E a edição é MARAVILHOSAAAA. As ilustrações são do Marcelo Damm e são incríveis, dão um charme a mais para o livro, além de serem bem fieis aos contos. 
Raphael Montes conseguiu em apenas 96 páginas, criar uma história digna de entrar para as melhores que eu já li do gênero e ainda por cima, criar uma reflexão sobre o ser humano e seus pecados. É demais! 

18 comentários:

  1. Oi Nath!

    Mulher, to doida por esse livro desde qdo saiu, mas até agora não consegui comprá-lo... Uma pena, pois adorei sua resenha e ainda quero muito lê-lo!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. Nath, tu é uma figurinha hahahahahahahah
    Eu estava muito curiosa pra saber sua opinião sobre o livro, pois sabia que você sempre quis lê-lo.
    Esse livro é mesmo sensacional ne? Como contos tão curtos são capazes de nos hipnotizar desse jeito.
    Amei o livro quando o li! E amei sua resenha! Tu é boa resenhista demais sô! E nem to comentando isso por causa de grupo de comentário, mas é pq eu quero mesmo e porque é verdade kkkkkkk
    Beijocas

    ResponderExcluir
  3. Oie...
    Isso é que é coincidência! Acabei de ler uma ressenha desse livro kkk... Ambas estão carregadas de elogios :)
    Apesar de ler muitos elogios a respeito dessa obra, não me interesso muito porque sou exageradamente MEDROSA! Então já viu, né?
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Tenho esse marcador heuheue livros com marcadores são mt mais legais

    ResponderExcluir
  5. Eu sou ALUCINADA por esse livro. Raphael Montes entrou na minha lista de preferidos depois dessa obra, sem falar na edição! <3
    Eu adorei mesmo cada conto e ainda mais como eles se interligam uns cm os outros. Com os personagens. Ah, já deu vontade de ler novamente kkkkk

    >> Vida Complicada <<

    ResponderExcluir
  6. Olá Nathalia, tudo bem?

    Eu estou com o livro aqui, mas ainda não tive a oportunidade de lê-lo. Toda vez que eu tento, chegam pacotes e pacotes de parceria. Aí já viu. Volta pro final da fila. Espero ter uma bela oportunidade no recesso do final do meio do ano <3.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oiii Nath, tudo bem?
    Fiquei completamente encantada diante dessa obra, eu já conhecia e sempre quando vejo algo infarto do coração, é um dos meus queridinhos desejados, sua resenha me deixou louca da cabeça, preciso!!!
    Beijão

    ResponderExcluir
  8. Oi Nathália, sua linda, tudo bem?
    Eu tenho estômago fraco, então, acho que esse livro é um pouco cru para mim, risos... Mas confesso que adorei essa história adorei que cada conto se refira a um dos sete pecados capitais e que todos eles sejam ligados a uma trama principal. E achei super criativa a ideia do autor se colocar como personagem, pois é ele quem recebe os cadernos. Gostei muito da sua resenha.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Nath, tudo jóia?
    Eu sou suspeita pq simplesmente sou apaixonada por horror. Eu adoro filmes, e pra mim quanto mais assustador melhor é. Pena que ultimamente é raro alguma que me agrade. Agora pra ler nunca fui fã não. Adoro zumbis, criaturas sobrenaturais e afins. Com certeza quero ler O vilarejo. pela resenha pude sentir que será muito bom. E to de olho nele já faz um tempo já. Ansiosa pela leitura. *-*
    Beijão!

    ResponderExcluir
  10. Oi, Nath!
    Esse livro anda sendo comentado e recomendado por muitos, mas definitivamente passa longe da minha listinha de leituras por motivos óbvios já citados por você: estômago fraco, além de que eu realmente não gosto de nada relacionado à terror e horror. Ainda assim, tenho certa curiosidade nos livros mais policiais do autor, ainda que não tenha muita certeza se requerem estômago de alguma forma também, vou procurar me informar sobre isso depois, aliás, rs.
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional ♥

    ResponderExcluir
  11. Esse livro tem me deixado muito curiosa! Estou vendo várias comentários positivos e fotos nas redes sociais, por sua resenha parece ser muito bom mesmo!
    Já coloquei na minha wishlist! Obrigada pela dica!
    Beijo

    ResponderExcluir
  12. Oi, Nathi. Olha, sempre galera fala sobre esse livro do autor (e dos outros, mas enfim) e eu nunca dei muita moral para procura-lo e poder ler. Eu acho que horror chega a ser pior do que terror, as sensações que passam ao leitor (até os mais corajosos) já me fazem não querer ler mesmo que eu ame livros/filmes assim.
    Fiquei curiosa para ver as ilustrações. Beijos
    Sil - Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Eu sou louca pra ler um livro do Raphael! Só leio elogios a sua escrita e a cada resenha que leio fico mais ansiosa para ler algum dos seus livros, o que espero que ocorra em breve ^^
    Beijos,
    Andy - StarBooks

    ResponderExcluir
  14. Oi Nath!

    Infelizmente comigo o livro não funcionou, concordo que o Raphael tem uma escrita muito boa, mas fui ler O Vilarejo pensando justamente que seria terror, sinceramente, não curto horror, apesar dele e do terror e suspense andarem juntos, o horror é um gênero que não me atrai e acredito que seja por isso que o enredo acabou me decepcionando, fora que essa obsessão que muitos tem em dizer que ele escreve como o King, não rola, não achei nada parecido, ainda não sei se lerei outras obras do Montes, talvez mais para frente.

    Da Imaginação à Escrita

    ResponderExcluir
  15. Eu concordo que o Raphael Montes seja um escritor brilhante, e é por isso mesmo que não quero ler mais nada dele! rs... Li Dias Perfeitos e quase vomitei, quase joguei o livro longe mais de uma vez. O estilo dele não é para mim, mas a escrita é tão viciante que depois de começar não tem como largar mesmo, então prefiro não me arriscar de novo. Para mim e para meu estômago fraco horror é pior que terror.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  16. Oi, flor!
    Eu nunca tinha parado pra pesquisar sobre esse livro, e depois da sua resenha eu fiquei com muita vontade de lê-lo. Pra começar que eu fiquei arrepiada só com os comentários a respeito da senhora e da língua morta, HAHAAH. Será que isso é verdade ou apenas uma tática pra deixar o livro mais interessante? Eu gosto bastante de contos e o gênero do livro me agrada também. Vou deixar anotado e, quando tiver uma promoção, vou arriscar a compra ♥

    Beijos
    www.procurei-em-sonhos.com

    ResponderExcluir
  17. Oi Nath!

    Primeiro: sou medrosa demais e num leria esse livro nem por reza! Segundo: tenho um amigo com o gosto literário bem parecido com o meu e não achou os contos lá essas coisas, então... Mas gosto desse negócio de os contos poderem ser lidos em qualquer ordem, isso é bem legal. Dá pra ler várias vezes em ordens diferentes, hihi. A diagramação tá maravilhosa mesmo, vi algumas ilustrações e estão bem lindas.

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com/

    ResponderExcluir
  18. Depois desses elogios, fiquei com muita vontade de ler Raphael Montes! hahaha
    Adorei a resenha
    Bjs

    http://noveplanetas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, volte sempre! :)