07/09/2015

Resenha: Conquista - J. C. Reed

Título: Conquista
Trilogia Devoção, livro 2.
Autor: J. C. Reed
Editora: Única
Ano: 2014
Páginas: 288
Sinopse: O segundo livro da trilogia Devoção best-seller do The New York Times, Wall Street Journal e USA Today. Encontrar Jett foi um verdadeiro azar. Perigoso, imprevisível. Um cara que era melhor evitar. Nesse jogo, porém, as apostas são altas. Vale a pena correr o risco? A continuação da história de Brooke e Jett mergulha de vez nas armadilhas do amor e da sensualidade.
Brooke Stweart sempre achou que esquecer é algo muito difícil. Entretanto, perdoar é impossível. Quando o homem em que ela confiava a traiu, a única opção que ela tinha era seguir em frente. Brooke está determinada a começar uma nova vida, até que encontra Jett novamente: aqueles olhos verdes, sexy como o pecado. O homem que ela desejava. O homem que jogava sujo. O homem que a enganou.
Lindo e arrogante, Jett Mayfield sabe que cometeu erros. Ele poderia ter qualquer outra mulher que desejasse, mas era Brooke que ele queria. Quando uma segunda chance colide com os segredos da alma e Brooke precisa confrontar seu passado, ele se vê determinado a protegê-la. Ela aceita sua ajuda não só porque precisa dele, mas também porque não resiste a seus encantos. Desta vez, porém, o jogo será do jeito que ela quiser.


Confesso que nem tenho muito o que falar desse livro por motivos de: não vejo diferença do primeiro, basicamente. Mas vamos lá.
Depois do final de Devoção que me deixou super empolgada, me joguei de cara no segundo volume da trilogia e foi um balde de água fria nas minhas costas. Por um momento eu esqueci qual era o gênero do livro e achei que poderia ser uma história interessante, que fosse me prender, me surpreender, BUT, continuou com a mesma enrolação de "não quero, quero sim" do primeiro livro e isso me desanimou pra caramba.

Depois de saber da traição de Jett, Broke decide seguir em frente e vai com sua amiga para a Itália, cenário no qual é impossível não lembrar de tantos belos e fogosos momentos com seu chefe. Tudo segue normalmente até que Jett aparece, fazendo de tudo para se explicar e ter uma segunda chance. Será que Broke vai ceder? Meio óbvio né haha

Esse livro tem um enfoque um pouco maior nas questões de fundo, trás mistérios sendo revelados e perseguições loucas. Aliás, perseguição, no singular. E só, de resto é o puro sexo de novo. Broke se encontra num terrível dilema se deve ou não escutar Jett e dar uma nova chance pra esse amor e tenho que dizer, meu dilema entre dormir e comer é bem mais forte e duradouro do que o da Broke. Ela prega todo um discurso de que é forte, de que vai resistir e não quer mais saber do todo poderoso gostosão e não passa um minuto e lá está ela imaginando os dois na cama, sentindo arrepios, dores, desejos e blá blá blá. Força de vontade zero.

Eu queria muito que a autora tivesse dado mais atenção a questão da perseguição, dos mistérios que envolvem a mansão Lucazzone, seu dono, o pai de Jett e o tal misterioso clube, queria muito mesmo, mas esse é apenas um pano de fundo, alguma coisa introduzida na história só pra ela não ficar 100% voltada ao casal e o sexo. Uma pena. 

O livro não difere muito do primeiro pra mim, até as cenas de sexo são parecidas afinal, os dois fazem tanto isso que não tem mais como inovar sem partir pra fetiches específicos. O romance continua não me convencendo e todo o conflito interno da Broke só consegue me irritar. 
Vou terminar de ler essa trilogia porque estou curiosa com o mistério por trás do Lucazzone e espero que a autora resolva isso de verdade porque quanto ao casal, sem querer ser mal educada mas já sendo, quero mais que se danem. RS. É, esse tipo de livro não funciona comigo mesmo :/



4 comentários:

  1. Eu já não gosto de livros nesse estilo e, após ler a resenha, vi que ele não irá me agradar! Eu gosto de trilogias/séries que me surpreenda, que cresça cada vez mais, mostrando que o próxim livro possa ser tão bom quanto ao anterior. Mas vi que nesse segundo livro da trilogia não é o que acontece. Por conta disso, não me vi interessado em lê-lo!

    ResponderExcluir
  2. Nath!
    Seguinte... quando os livros de uma série são bem parecidos, parece preguiça da autora, concorda?
    Como gosto dos livros com trechos quente, até arriscaria em ler a série.
    “Quanto mais nos elevamos, menores parecemos aos olhos daqueles que não sabem voar.”(Friedrich Nietzsche)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  3. Oi Nath!

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk' morri! Adorei seu dilema entre comer e dormir! ^^ kkkkkkkkkk
    Bem, este é uma trilogia que não lerei, pode ter certeza! Odeio essas mocinhas que se acham, mas na primeira oportunidade abre as pernas sem pensar! rs

    Ótima resenha, como sempre! Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  4. Ainda não li o primeiro, mais eles já estão na minha lista a um tempinho, apesar desse segundo livro ser praticamente o mesmo do anterior. Fiquei querendo conhecer esse casal, conhecer a relação deles em meio a segredos, mentiras e perigos.
    Adorei a resenha.
    Abçs!!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, volte sempre! :)