09/03/2015

Resenha: A Menina Mais Fria de Coldtown - Holly Black

Título: A Menina Mais Fria de Coldtwon
Autor: Holly Black
Editora: Novo Conceito
Páginas: 384

Sinopse: No mundo de Tana existem cidades rodeadas por muros, são as Coldtowns. Nelas, monstros que vivem no isolamento e seres humanos ocupam o mesmo espaço, em um decadente e sangrento embate entre predadores e presas. Depois que você ultrapassa os portões de uma Coldtown, nunca mais consegue sair.

Em uma manhã, depois de uma festa banal, Tana acorda rodeada por cadáveres. Os outros sobreviventes do massacre são o seu insuportavelmente doce ex-namorado que foi infectado e que, portanto, representa uma ameaça e um rapaz misterioso que carrega um segredo terrível. Atormentada e determinada, Tana entra em uma corrida contra o relógio para salvar o seu pequeno grupo com o único recurso que ela conhece: atravessando o coração perverso e luxuoso da própria Coldtown.
A Menina Mais Fria de Coldtown, da aclamada Holly Black, é uma história única sobre fúria e vingança, culpa e horror, amor e ódio. (Sinopse retirada do Skoob)




Tana acorda sozinha numa banheira na casa de um colega, o que é até compreensível depois da festa e bebedeira da noite passada. Ao levantar para ir embora, ela percebe que alguma coisa esta errada. Estão todos mortos. O único sobrevivente é Aidan, seu ex namorado que foi infectado e um garoto muito estranho, Gavriel, que pelo jeito é um vampiro. Tana então começa a tentar ajuda-los e fugir, já que os vampiros que provocaram aquela matança ainda estão na casa. Os três conseguem fugir mas em decorrência dos fatos (Aidan infectado, Gavriel sendo um vampiro e Tana sem ter certeza quanto a si mesma) a melhor e única opção é irem para uma Coldtown, um lugar onde ficam presos todos os vampiros, pessoas infectadas e aquelas pessoas que querem servir de alimento ou serem transformadas. 

No caminho, os três encontram Winter e Midnight, irmãos gêmeos donos de um fórum na internet sobre Coldtwons e que estão doidos para ir para lá e se transformarem. Juntos, os cinco entram na cidade, mas o que era para ser glamouroso e seguro para eles, se mostra horroroso e perigoso. 
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Você pode pensar que A Menina Mais Fria de Coldtown é só mais um livro de vampiros no meio de vários mas não se engane, Holly Black conseguiu criar um mundo diferente, com regras diferentes e bem atrativo para os fãs desses seres. Holly conseguiu passar todo o glamour e a podridão de ser um vampiro, conseguiu mostrar o fascínio que esses seres podem causar em alguém, é só ver como grande parte dos personagens dessa história querem se tornar vampiros. Ser imortal parece ser maravilhoso, não?

"Vampiros tinham aparências absurdamente maravilhosas, reluzindo na televisão como anjos caídos. Até mesmo desde o começo aquilo era um problema. As pessoas gostavam de coisas belas. As pessoas gostavam até de mesmo de coisas belas que queriam matá-las e comê-las."

Os personagens são interessantes; tirando os vampiros, todos são adolescentes. Tana, nossa protagonista, é uma menina forte e destemida, aguenta bem o horror da coisa, mas pra mim ela foi um pouco repetitiva e irritante. Aidan é um menino charmoso, que não sabe muito bem no que está se metendo, é um pouco egoísta e irritante também. Afinal, acho que personagens adolescentes são sempre um pouco irritantes rs. Gavriel, que é o nosso vampiro principal, é louco, antigo, culto, louco, charmoso, irresistível, louco, filosófico, estranho, ah, já falei que ele é louco? <3
Lucien é nome do nosso vilão, que pra mim não teve nada de vilanesco mas conseguiu mostrar bem como é ser um vampiro. Gostaria de ressaltar que Winter e Midnight são egoístas e burros, principalmente ela.

"Seria seu conto de fadas, sua canção de ninar, cantada suavemente por lábios esfolados. Desafinada e demente."

A história é muito bem construída, com uma narrativa fácil de se ler e capítulos super curtos, o que eu acho que ajuda muio. Esse foi meu primeiro livro da Holly Black e gostei muito. 


A diagramação do livro é linda, com detalhes em todas as páginas. 



Apesar de ter um final consideravelmente fechado senti falta de mais alguma coisa depois. Não sei se terá uma continuação mesmo mas merecia uma sim. 

É um bom livro para os fãs de vampiros (daqueles que queimam no sol hahaha).

8 comentários:

  1. Já tinha visto esse livro, mas ainda não tinha visto uma sinopse dele. Adorei essa capa, pois ela nos passa uma grande expressão! Achei o livro bem legal, pois nele contem tanto o tema de vampiros como também um tema que eu gosto muito: Mistério!

    ResponderExcluir
  2. Vampiros que queimam no sol, né? Então já ganha um ponto antes da leitura. E se brilhar no sol, perde três. kkkkkk
    Eu tenho curiosidade sobre o livro, apesar de achar difícil me surpreender com a obra. Já li tanto sobre vampiros que é difícil encontrar algo original.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de março. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  3. Comprei ele hoje, super baratinho, fiquei muito feliz, pois queria faz tempo!!
    Enfim, ótima resenha Nath, o final surpreende ou não?
    Abraços
    www.estantedepapel.com

    ResponderExcluir
  4. Isso de vampiros que brilham no sol, não me atrai muito hahaha.
    Mas esse é um livro que me interessa.

    Beijos
    www.blog-planetpink.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi! Gosto muito de livros com criaturas sobrenaturais e logo fiquei super interessada por este. Muito bom saber que a autora inovou e criou algo completamente diferente do que já conhecemos, se tratando dos vampiros. Fiquei curiosa para saber mais sobre Coldtown e as criaturas habitantes. Muito bom, também, saber que a personagem é forte e destemida, apesar de humana. Me interessei e vou colocar na lista. :)
    beijos ♥
    nuclear--story.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Nathália!
    Como boa amante dos vampiros, não pude deixar de ler esse livro e os vampiros são vampirões maus mesmo...
    Ouvi comentários que é realmente uma série, apenas não sei quando a continuidade vai sair...
    Gostei da resenha.

    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Naty, não fazia ideia do que se tratava essa história, sério mesmo. Apesar de ter o livro em casa e ter me interessado levemente para ler ainda não fiz isso, agora não sei se quero mais pq odeio personagens irritante, por isso ando fugindo de livros adolescentes. E não vi algo que me chamasse atenção, achei que talvez a história não me agrade :(

    ResponderExcluir
  8. Super curti a Resenha, eu que sou louquinha por fantasias e vampiros, tenho certeza que não irei me arrepender em ler... ótima resenha... ^^

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, volte sempre! :)