25/02/2015

Resenha: Mathilda Savitch - Victor Lodato


Título: Mathilda Savtch
Autor: Victor Lodato
Editora: Intrínseca
Páginas: 312


Sinopse: Mathilda Savitch tem conflitos que extrapolam as dores comuns da adolescência: sua irmã mais velha é brutalmente assassinada, jogada na frente de um trem por um desconhecido. Com a angústia de uma nação em guerra contra o terrorismo e os pais enlutados pela tragédia familiar, Mathilda decide usar a maldade para provocar alguma reação neles, que estão completamente catatônicos. Eleito o melhor livro de 2009 pelo The Christian Science Monitor, pela Booklist e pelo The Globe and Mail, o romance de estreia do poeta e dramaturgo Victor Lodato retrata, de maneira impressionante, a vulnerabilidade e a aparente ousadia adolescente.
(Sinopse retirada do Skoob)



Mathilda é uma adolescente que tenta fazer de tudo para ser má. Ela gosta de fazer coisas horríveis, que provoquem e surpreendam as pessoas, principalmente seus pais. Mas Mathilda nem sempre foi assim. Helene, sua irmã mais velha, morreu há um ano, vítima de um assassinato. Helene foi empurrada na frente de um trem por um homem qualquer, e desde então as coisas na casa de Mathilda mudaram drasticamente. Sua mãe que antes era uma mulher alegre agora é depressiva, não se importando com as coisas ao seu redor. Seu pai tenta parecer normal mas se percebe uma profunda mudança em seu interior. Mathilda ficou desiludida. Ela não quer que as coisas mudem desse jeito e faz de tudo para chamar a atenção dos pais, tentar tirar alguma reação deles, faz coisas que em sua mente, são horríveis e é assim que ela quer ser vista, como horrível.

Perto do aniversário de morte de 1 ano de Helene, atentados terroristas começam a acontecer, deixando todos apavorados e mais tensos do que nunca, levando Mathilda a aprontar mais ainda.

Não bastasse tudo isso, Mathilda a tempos vem lendo e-mails antigos de Helene e descobrindo coisas sobre sua irmão. Uma dessas coisas, é que Helene aparentemente tinha um namorado ou ao menos, um admirador. Mathilda resolve então ir atrás desse homem, que ela acredita fielmente ser o assassino de sua irmã.


----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Mathilda Savitch é um livro estranho. Ponto. Por que? Porque a sinopse, os comentários, tudo leva a crer que é uma história de certa maneira "leve", divertida, emocionante. Mas não é.  Não achei engraçado, não me emocionei, eu fiquei é CHOCADA. 

Mathilda é uma adolescente lidando com a morte de um ente querido e com as mudanças que isso ocasiona, mas ela não enfrenta isso como uma pessoa normal. O que se espera de uma pessoa nessa situação é tristeza, revolta ou a aceitação do fato. Mathilda com dificuldade de aceitar o que aconteceu, muda os fatos em sua cabeça de forma a serem mais aceitáveis para sua realidade. A explicação para isso pode ser a culpa que ela sente na morte da irmã. E o pior de tudo é que ela arrasta os outros pra dentro desse furacão que é sua cabeça. Arrasta sua amiga, seu vizinho, seus pais. Aliás, como sofrem os pais da Mathilda, principalmente sua mãe!


"Quero ser horrível. Quero fazer coisas horríveis, por que não? Chatice, chatice, minha vida é uma chatice."

Victor Lodato tentou trazer assuntos como amor, sexo, família, culpa, e etc., na visão de uma adolescente que esta passando pelas transformações características da sua idade e que ao mesmo tempo enfrenta uma situação difícil. Como o livro é narrado em 1° pessoa pela Mathilda, acompanhamos o tempo todo ela refletindo sobre os mais diversos assuntos, sendo o sexo o mais presente em seus pensamentos. 

A intenção de Mathilda no livro todo é chocar e fazer refletir mas infelizmente eu não consegui ser atingida pela segunda intenção. A única conclusão que tirei é de que Mathilda era uma menina com séries problemas pós traumáticos, que precisava de ajuda.
O livro é bem escrito e não demorei muito para lê-lo, mas algumas partes podem ser massantes por conta da falta de diálogo e muito devaneio da personagem.

15 comentários:

  1. nathalinda
    vou te confessar que quero ler esse livro .-. LASKDLÇSALDASK
    gosto de ficar chocada, amo livro assim e só por isso vou dar uma chance ao livro

    besos
    ~nathália

    ResponderExcluir
  2. Acho que essa menina é louca, passando por uma fase da adolescência e crime pós traumática, como você disse.
    A sinopse até parece com alguns livros sobre adolescentes que precisam passar por essas fases.
    E na tua resenha parece que o autor não fez muita menção aos ataques terroristas.

    Enfim, essa menina é louca. E quero ler o livro :D
    heuehuehe

    Bjos,
    Blog|Twitter|Instagram|Sorteios

    ResponderExcluir
  3. Quero muito ler esse livro!!! A sinopse e a resenha já me deixaram curiosa...

    Eu não achei que a história seria leve...parece ser bem pesada!!!!

    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Oi, gostei da resenha e do livro, ainda mais que fala sobre assassinato!

    ResponderExcluir
  5. Eu estava interessada em ler esse livro pela sinopse, porem essa resenha me deixou bem desanimada, mesmo assim talvez eu leia.

    ResponderExcluir
  6. Nathália!
    É por essas e outras que não leio mais sinopse ou orelha de livro, muitos nos induzem a um enredo diferente do que realmente acontece no livro, como é o caso aqui.
    De qualquer forma, como gosto de dramas e de analisar o perfil psicológico das personagens, gostaria de poder ler o livro.
    “A mulher é um efeito deslumbrante da natureza.”
    Feliz dia da mulher!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Achei bem legal esse livro, porque nele mostra coisas que não só acontecem no mundo fictício, mas também no mundo real! Eu acho bastante interessante ler um livro assim, pois eu gosto de ver o comportamento de outra pessoa, independentemente de ser no mundo real ou não!

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Oi! Eu não achei que a sinopse passou a impressão de algo divertido e sim dramático. Achei uma pena você não ter se conectado com o quê o autor quis passar, acho que eu gostaria da leitura, gosto de livros deste tipo. Fiquei curiosa para saber se a personagem irá encontrar o assassino da irmã e entender sua forma de pensar. Ótima resenha. :)

    ResponderExcluir
  10. Adorei a resenha. E todos esses dramas aos quais ela tem passado definiriam o meu momento atual, creio que seria uma ótima leitura para mim.

    ResponderExcluir
  11. Acho super interessante histórias que remetem assassinato e suspense, tipo drama... acredito que seja uma leitura de fixar mesmo, e estou super curiosa para conhecer esse livro... ^^

    ResponderExcluir
  12. Hum, pela resenha da pra ver que o livro é bom..Quero ler todo o livro.

    ResponderExcluir
  13. Uma menina passando pela adolescencia e querendo chamar a atenção, coisa muito comum da idade. Gostei do que li na sua resenha. Daria uma chance ao livro, com certesa.

    ResponderExcluir
  14. Fiquei curiosa pra saber o final dessa história, fatos que acontecem com os adolescentes hj em dia mas com outras questões!

    ResponderExcluir
  15. Fiquei intrigada com a história dela. Primeira resenha que leio e me vejo encantada coma trama. Espero poder ler e conhecer mais sua história. Muito interessante por sinal.
    Beijos.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, volte sempre! :)